A formação humanizada é um dos pilares da Rede UniFTC. A instituição vem investindo em soluções pedagógicas para formar profissionais que sejam excelentes técnicos, mas que tenham empatia e compromisso com o social. Para além da sala de aula, esse processo de formação envolve também o acolhimento do estudante. 

No curso de Medicina, o desafio se redobra. “O estudante de Medicina já vem de um processo seletivo que exige dedicação e muito esforço. Na faculdade, encontram uma carga horária extensa e a pressão de lidar com a vida. Na UniFTC, nos esforçamos para acolher esse jovem e tornar seu caminho mais leve”, explica a psicóloga Mirian Conrado, responsável pelo Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAP) do curso de Medicina do Centro Universitário UniFTC de Salvador. 

A partir de 9 de março, os estudantes de Medicina da UniFTC terão um canal aberto para buscar esse acolhimento. Todas as terças e quintas-feiras, das 9h às 11h, a psicóloga Mirian está disponível no Blackboard para conversar e acolher. “Podemos usar esse espaço para conversar e propor trocas entre os estudantes, trazendo para o centro do debate dores que são comuns a todos eles”, propõe Mirian. A psicóloga explica ainda que é possível ter um momento de acolhimento individual.  

Para participar, basta acessar o Blackboard através do seguinte link: http://bit.ly/AcolhimentoMedUniFTC