Estudantes da UniFTC participam do Prêmio Abapa de Jornalismo

Estudantes da UniFTC participam do Prêmio Abapa de Jornalismo

Cerca de 20 estudantes do curso de Jornalismo da Rede UniFTC se inscreveram para participar este ano na categoria Jovem Talento do prêmio Abapa de Jornalismo, da Associação Baiana dos Produtores de Algodão.

Os inscritos vão participar de um ciclo de palestras e de uma visita técnica no Oeste da Bahia, entre os dias 24 e 26 de agosto. Após este primeiro momento, os estudantes interessados devem inscrever o trabalho para o Prêmio até o dia 19 de setembro. A premiação deste ano traz o tema ‘Cotonicultura do Estado da Bahia’ e será dividida em duas categorias: escrita e vídeo.

Na UniFTC, 14 estudantes optaram por participar da categoria escrita, onde terão que escrever matérias inéditas e publicar em mídia oficial da instituição de ensino (impressa ou digital) , contendo de 5 mil a 10 mil caracteres com espaço.

Já seis alunos de Jornalismo estão concorrendo através da categoria vídeo, precisando produzir um material audiovisual veiculado em mídia oficial da instituição de ensino ou TV Universitária. As matérias em vídeo precisam ter formato tradicional de reportagem com duração máxima de 4 minutos.

Para a coordenadora dos cursos de Comunicação Social da faculdade em Salvador da Rede UniFTC, Julia Centurião, é gratificante perceber que os estudantes estão se movimentando desde a graduação para produzirem materiais de qualidade. “Participar de uma premiação tão importante requer uma grande responsabilidade do aluno e fico muito feliz em saber que nossos estudantes são capazes de abraçar esta responsabilidade como um movimento da construção do profissional que eles desejam ser”, pontua.

Os ganhadores receberão os seguintes prêmios: R$ 4 mil para o primeiro colocado, R$ 3 mil para o segundo colocado e R$ 2 mil para o terceiro colocado. O Prêmio Abapa de Jornalismo foi criado em 2019 com o objetivo de incentivar e reconhecer o trabalho dos profissionais de imprensa na cobertura jornalística dos temas relacionados ao agronegócio baiano, em especial do algodão. O Prêmio conta com duas categorias: Profissional e Jovem Talento.